smsbiz perguntas

Estou preocupado. O que fazer?

Estou preocupado. Qual é a melhor maneira de falar sobre o que está acontecendo?

É compreensível que você esteja preocupado com o coronavírus. Mas o medo e o estigma pioram uma situação difícil. Por exemplo, há relatos emergentes em todo o mundo de indivíduos, particularmente de ascendência asiática, sujeitos a abuso verbal ou mesmo físico.

Emergências de saúde pública são momentos estressantes para todos os afetados. É importante manter-se informado (com informação de fontes credíveis como a OMS, Ministério da Saúde e UNICEF) e ser gentil e solidário. As palavras são importantes, e o uso de linguagem que perpetua os estereótipos existentes pode impedir que as pessoas façam o teste e tomem as medidas necessárias para proteger a si mesmas e suas comunidades.

  • FAÇA: Converse sobre o coronavírus
  • NÃO FAÇA: Não vincula nem associa locais ou raça e etnias à doença. Lembre-se de que os vírus não atingem pessoas de populações, etnias ou origens raciais específicas.
  • FAÇA: Fale sobre "pessoas que têm Covid-19", "pessoas que estão sendo tratadas de Covid-19", "pessoas que estão se recuperando de Covid-19" ou "pessoas que morreram após contrair Covid-19"
  • NÃO FAÇA: Não se refira a pessoas com a doença como "casos Covid-19" ou "vítimas".
  • FAÇA: Fale sobre pessoas que "adquirem" ou "contraem" Covid-19.
  • NÃO FAÇA: Não fale sobre pessoas "transmitindo Covid-19", "infectando outras pessoas" ou "espalhando o vírus", pois isso implica transmissão intencional e atribui culpa.
  • FAÇA: Fale com precisão sobre os riscos do Covid-19, com base em dados científicos e nos últimos conselhos oficiais de saúde.
  • NÃO FAÇA: Não repita ou compartilhe rumores não confirmados e evite usar linguagem exagerada e dramática projetada para gerar medo como "praga", "apocalipse", etc.
  • FAÇA: Converse positivamente e enfatize a importância de medidas eficazes de prevenção, inclusive seguindo as dicas sobre lavagem das mãos. Para a maioria das pessoas, essa é uma doença que pode ser superada. Existem medidas simples que todos podemos tomar para nos manter seguros e também manter em segurança nossos entes queridos e os mais vulneráveis, que são as pessoas idosas e/ou com alguma doença crônica.

.

Ler a seguir:

Anterior Próximo

Comentários 8

F

Frederico Manuel Lourenço

10 meses, 3 semanas atrás

  
Informações sobre o coronavírus.
Resposta

L

LYCENN

1 ano, 6 meses atrás

  
Sobre a vacina, quem tem a certeza de que essa vacina nos manterá protegidos? Os que doaram as vaçinas devem ter planejado que depois de ter nos injectados, mantaremo-nos vivos durante 1 ano ou 2 anos. É o que acho
Resposta

N

Nelo De Moz

1 ano, 8 meses atrás

  
Bom conteúdo
Resposta Este comentário foi reportado.

@

@lone

1 ano, 9 meses atrás

  
Yha
Resposta

T

Togawwwwwwwwwwwwwwww

2 anos, 2 meses atrás

  
É compreesível que vocé esteja preocupado com coronavirus.
Resposta