HIV virus illustration

Viver com o HIV na época da COVID-19

1 Comentar

PARTICIPA DA PESQUISA ANÓNIMA SOBRE A COVID-19

UNICEF e o seu Departamento de Saúde Pesquisa Anónima sobre a COVID-19 > HIV Ribbon

As pessoas que vivem com HIV correm maior risco de contrair a COVID-19?

No momento, não temos informações específicas sobre o risco da COVID-19 em pessoas com HIV. Os adultos mais velhos e as pessoas de qualquer idade com uma condição médica pré-existente podem correr maior risco de contrair doenças graves, incluindo pessoas com sistema imunológico comprometido. Por isso é importante seguir os conselhos de prevenção fornecidos e obter ajuda caso apresente sintomas.

O que posso fazer para estar preparado?

Se eu contrair a COVID-19 e estiver a viver com HIV, tenho maior probabilidade de ficar muito doente e morrer?

Ainda há muito que os cientistas e médicos não sabem sobre a COVID-19, incluindo a resposta a esta pergunta. No entanto, sabemos que as pessoas com sistema imunológico mais fraco são menos capazes de lutar contra infecções e doenças - incluindo a COVID-19. Sem os anti-retrovirais, o HIV ataca e enfraquece o sistema imunológico. Por isso é importante continuar a fazer a medicação para garantir que o seu sistema imunológico esteja forte.

Ainda é seguro ir ao hospital ou comparecer à minha consulta médica?

A resposta a esta pergunta varia de país a país, e talvez até de município a município. O seu primeiro passo deve ser verificar localmente com a sua clínica para descobrir quais opções estão disponíveis e como obter os serviços de que precisa. Se for possível, a melhor maneira de entrar em contacto com a sua clínica é por telefone. Se estiver registado numa clínica distante, talvez queira ir a uma clínica mais próximo da sua casa durante esse período. Em alguns países, caso esteja com supressão viral e se sente bem, pode não precisar ir à clínica com tanta frequência e pode receber um suprimento mais longo de anti-retrovirais. Ligue com antecedência, a sua clínica poderá marcar a consulta por telefone. Certifique-se de actualizar os seus dados de contacto com a clínica para que eles possam entrar em contacto consigo. Além disso, verifique se tem consigo o número da clínica, caso de precisar ligar para eles. Se precisar ir à clínica e usar o transporte público, siga os conselhos de prevenção contra a COVID-19 para se manter seguro. Pode precisar de uma carta ou comprovativo da sua consulta para viajar - pergunte à sua clínica se isso é necessário.

O que devo fazer se estiver com poucos anti-retrovirais?

Caso tenha poucos anti-retrovirais será melhor entrar em contacto com a sua clínica ou ligar para a linha de apoio gratuita de saúde para obter conselhos sobre as opções disponíveis. Alguns exemplos dessas opções são as entregas domiciliares dos anti-retrovirais e as dispensas comunitárias. Sempre que possível, peça um suprimento maior de anti-retrovirais - pelo menos de 3 meses - especialmente antes da quarentena ou confinamento. Se outras pessoas da sua casa vão à clínica e sabem o seu estado, peça-lhes que levantem os anti-retrovirais. Se precisar ir levantar os anti-retrovirais na clínica, siga os conselhos de prevenção.

Podem os anti-retrovirais curar a COVID-19?

Até agora, nenhuma vacina ou medicamento pode prevenir ou tratar a COVID-19. Na maioria dos casos, os sintomas são leves ou podem ser controlados e a maioria dos pacientes se recuperam. A pesquisa está em andamento para encontrar os melhores tratamentos e vacinas.

É seguro beijar, abraçar e fazer sexo?

Entrar em contacto com a saliva de alguém - por meio de um beijo - ou ser fisicamente íntimo com essa pessoa - como durante um abraço ou sexo - pode facilmente espalhar a COVID-19. A COVID-19 se espalha através de pequenas gotículas do nariz ou da boca quando alguém tosse e expira e está em contacto próximo com essa pessoa. No entanto, não há evidências de que a COVID-19 seja sexualmente transmissível. Se você e seu parceiro moram na mesma casa, estão seguindo os conselhos de prevenção da COVID-19 e não apresentam sintomas, pratique sempre sexo seguro, como o uso do preservativo. Se é sexualmente activo e está com poucos anticoncepcionais, como a pílula ou preservativos, entre em contacto com a sua clínica para obter conselhos sobre como obter uma recarga.

Se eu fizer o teste da COVID-19, devo lhes dizer que tenho HIV?

O seu estado de HIV é seu para compartilhar e não deve se sentir pressionado a contar a ninguém. No entanto, informar o seu profissional de saúde sobre a sua situação ou quaisquer outras condições de saúde pode ajudá-lo a garantir que recebe o melhor atendimento possível. Lembre-se de que existem leis para proteger o seu direito à confidencialidade, que os profissionais de saúde devem seguir.

Um membro da minha família está muito zangado comigo - a grita comigo sobre ter o HIV. Tenho medo de que me magoem, mas não podemos sair de casa. O que posso fazer?

A COVID-19 está a criar medo, stress e ansiedade, mas a violência não é resposta. Se sentir que a sua segurança está em risco ou se está a sofrer violência, tem o direito de pedir ajuda e afastar-se da situação. Lembre-se que não é culpa sua. Pode ser difícil saber onde obter ajuda. Pense num suporte em quem pode confiar e entrar em contacto. Pergunte à sua clínica ou ligue para a linha de apoio gratuita de saúde ou infantil para obter serviços que possam apoiá-lo.

Precisa de mais informações? - Para obter mais conselhos sobre a saúde sexual veja o [IPPF Blog] (https://www.ippf.org/blogs/what-you-need-know-about-sex-and-covid-19) - Para obter conselhos sobre como cuidar da sua saúde mental durante a COVID-19, verifique este [UNICEF article] (https://www.unicef.org/coronavirus/how-teenagers-can-protect-their-mental-health-during-coronavirus -covid19) - Para conselhos sobre gravidez e amamentação durante a visita da COVID-19: [WHO] (https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/qa-detail/qa -on-covid-19-pregn-and-childbirth) e [UNICEF South Africa] (https://www.unicef.org/southafrica/reports/coronavirus-covid-19-during-pregnancy) - Para agir, visite [Voice of Youth] (https://www.voicesofyouth.org/)"

Tem algo a adicionar a este artigo?

Comentar
1 Comentar

Paulo Carlos Mortal 7 Junho 2021

Obrigado.

Relatório
The Internet of Good Things